Goiás: Governo ainda não está convencido a aderir ao Regime de Recuperação Fiscal


Embora adesão ao RRF era tida como prioridade do governo para sanar contas públicas, secretária de Economia diz que equipe ainda avalia outras possibilidades

A secretária estadual de Economia, Cristiane Schmidt, afirmou nesta quinta-feira, durante evento na Associação Comercial e Industrial de Goiás (Acieg), que o governo ainda não decidiu se vai entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do governo federal.

Apesar de já ter solicitado e a Assembleia Legislativa aprovado uma autorização prévia para aderir ao regime, que busca sanar o déficit nas contas do Estado, Schmidt afirmou que ainda analisa a possibilidade de aderirem ao Plano de Equilíbrio Fiscal (PEF), que está parado no Congresso, ou até não tomar nenhuma dessas medidas e buscar outra solução. “Tudo tem que ser bem estudado. Temos um período de seis meses para definir isto”, afirmou a secretária.

O PEF impõe contrapartidas mais brandas para o Estado e era a aposta preferencial do governo Caiado. Mas a falta de perspectiva do Congresso aprovar o projeto nos próximos meses fez com que o Palácio das Esmeraldas buscasse se encaixar no RRF, que prevê medidas mais duras para sanar as contas públicas, inclusive retirando a autonomia do governo na gestão dos recursos.

O discurso do governador e de sua equipe econômica era até então de que havia urgência para definir qual medida seria tomada para evitar o colapso das contas públicas.

Fonte: Emais Goiás

#Goiás #RRF #CristianeSchmidt #RonaldoCaiado

3 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon
leão icone.png

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.