A linha tênue da deputada Bia Kicis




O INÍCIO


Com um discurso inovador que confrontava de forma veemente a corrupção e a velha

política do Toma Lá Dá Cá, Bia Kicis em 2018 recebeu 86.415 votos, ficando atrás apenas

de Flávia Arruda (PR) e Erika Kokay (PT) nas eleições para deputado federal no Distrito

Federal. Bia intitulou-se a deputada ;federal do Bolsonaro no DF durante sua campanha.


Revisão à lei do desarmamento e também da redução da maioridade penal são bandeiras defendidas pela parlamentar em sua legislatura. Outro objetivo da deputada é a luta contra a ideologia de gênero nas escolas.


Acompanhei de perto a Bia e a entrevistei quatro vezes no programa Imparcial, duas em

campanha e duas após a eleição. Em uma de nossas últimas entrevistas em maio deste

ano, quando a Câmara Federal estava em guerra com a pauta da reforma da previdência, e na ocasião, nos bastidores, acordos estavam sendo realizados para aprovação da reforma, questionei a parlamentar sobre as repartições de cargos em troca de ajuda nas pautas do governo, se isso também não era o velho Toma Lá Dá Cá, a deputada disse que não, que o cargos políticos teriam que ser preenchidos e que fossem distribuídos, menos para o PT, onde em sua fala deixa claro:

’Temos que tirar toda Ptzada que está ocupando cargos e colocar os aliados, é claro’’




A LISTA DA KICIS


Segundo parlamentares, Bia Kicis apresentou a eles uma lista de cargos, com postos nos

ministérios da Economia e das Minas e Energia, que eles poderiam escolher quais queriam preencher com indicações.


Segundo a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF), em maio Bia Kicis (PSL-DF) marcou

uma reunião em seu gabinete e ofereceu cargos. “Ela mostrou uma planilha e disse que

falava em nome do governo” Disse da deputada.


Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o deputado Luis Miranda (DEM-DF) e Deputada Celina Leão (PP-DF) estavam presentes. Na reunião Flávia e Celina teriam sido

duras com Bia Kicis:

“Eu e Celina fomos até duras: dissemos que não queríamos cargo algum”, diz Flávia Arruda


LEIA A EDIÇÃO COMPLETA DO JORNAL GAZETA DO ESTADO

https://gazetadoestado.s3-eu-west-1.amazonaws.com/uploads/arquivos/2019/10/4049.pdf





A PLANILHA


Em outros cargos foram listados gerências da Agência Nacional de Mineração (ANM)12,

consultorias e assessorias da superintendência regional da CPRM (Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais). Cargos do INSS foram apresentados na pasta da Economia.





DESGASTES NO PSL


Não é Game of Thrones, mas na Guerra dos Tronos do PSL, a cada manhã o nascer do sol vem acompanhado de desgastes que enfraquecem ainda mais o partido e a base do

governo, colocando em cheque a onda Bolsonaro que como tsunami trazia a esperança de mudança, transformação e de uma nova política.


Nesse novo capítulo dessa Guerra dos Tronos do PSL, agora o tsunami entra de vez no

diretório do Distrito Federal, colocando em xeque o discurso da deputada federal do

Bolsonaro, Bia Kicis!


A verdade é, que essa guerra está longe de terminar e que mais capítulos virão, e claro que estarei aqui no Backstage de olho nos bastidores da Guerra dos Tronos do PSL.


Não esqueça que toda sexta às 14h temos nosso encontro marcado no seu Programa

Imparcial na sua Cidade TV. Acesse: https://www.facebook.com/programaimparcial/

Aguardo por vocês

2 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon
leão icone.png

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.