Apoiadores do Presidente Bolsonaro se mobilizam para manifestação no Distrito Federal

Por volta das 10h, os participantes do movimento se reuniam em frente ao Museu Nacional da República

Em meio à pandemia do novo coronavírus, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) quebram o isolamento social para promover manifestação na Esplanada dos Ministérios, na manhã deste domingo (17/5). Por volta das 10h, os participantes do movimento se reuniam em frente ao Museu Nacional da República. Os integrantes do ato ocupam duas faixas do Eixo Monumental entre a Rodoviária do Plano Piloto e a Catedral de Brasília. Policiais militares se mobilizam para organizar o trânsito no perímetro. A todo momento, mais veículos com participantes do protesto chegam no local. De acordo com a PM, há presença de “pequenos grupos de manifestantes” em frente ao Hotel Mercure, no Setor Hoteleiro Norte, e ao Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. Além disso, a reportagem do Correio apurou que um outro grupo se concentra próximo à Torre de TV. Os manifestantes estão com bandeiras do Brasil, usadas em atos em apoio ao presidente. Além disso, neste domingo, há presença de pelo menos 10 caminhões, estacionados ao longo do Eixo Monumental, próximo ao Museu. Na Rodoviária do Plano Piloto, também há movimentação de pessoas que seguem a pé para o ato.

Continua depois da Publicidade

Apoio

No Distrito Federal, manifestações em apoio ao presidente se tornaram comuns aos fins de semana. Entre as reivindicações, os participantes do protesto pedem a retomada da atividade comercial, suspensa devido à pandemia. Além disso, tem havido pedidos para a instauração de um novo período de ditadura militar, para o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso Nacional. Em 3 de maio, dia mundial da liberdade de imprensa, uma equipe do jornal O Estado de São Paulo foi agredida durante a manifestação. Conforme informações do jornal, o repórter fotográfico Dida Sampaio e o motorista Marcos Pereira foram agredidos fisicamente, enquanto os repórteres Júlia Lindner e André Borges foram insultados.

Coronavírus

Enquanto apoiadores do presidente quebram o isolamento social, única medida eficaz no combate à disseminação da covid-19, o número de casos confirmados da doença continua a subir no Distrito Federal. Boletim mais recente da Secretaria de Saúde mostra que a capital tem 4.140 diagnósticos e 55 óbitos provocados pelo coronavírus. O Brasil tem 233.142 casos confirmados de coronavírus e 15 mil mortes. País já ultrapassou Itália e Espanha em número de casos.


Por Marcos Alexandre com informações do Correio Braziliense


82 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon
leão icone.png

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.