Vídeo: Caiado atribui ao governo federal a demora da entrega do Hcamp em Águas Lindas de Goiás

Governador disse ainda que o governo federal até o momento não cumpriu com o que havia prometido e que HCamp em Águas Lindas poderá funcionar sem nenhum leito de UTI.

Em entrevista a GloboNews na tarde dessa segunda feira (11), o governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que o hospital de campanha levantado em carácter de urgência em Águas Lindas, para tratar das vítimas do novo coronavírus ainda não está atendo a população devido a burocracia do governo federal


Questionado sobre a demora do inicio dos atendimentos no HCamp que já está praticamente pronto desde o dia 21 de abril e se esse atraso era de responsabilidade do governo de Goiás, Caiado afirmou que enviou seis ofícios ao Ministério da Saúde em que solicitou a transferência da gerencia do hospital do governo federal para o estado Goiás. O Ministério respondeu que o governo já poderia chamar a Organização Social (OS) que administraria a unidade, porém ainda não transferiu a gerencia do hospital para o Estado.



Segundo o governador, o governo federal até o momento não cumpriu o que havia prometido, e que o HCamp em Águas Lindas poderá funcionar sem nenhum leito de UTI.


Hoje entramos em contato com a SES-GO que nos respondeu por meio de nota, leia na integra:


A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) comunica que recebeu, na última semana, um documento do Ministério da Saúde (MS) informando que, em breve e em parceria com o Ministério da Infraestrutura, o MS receberá o Hospital de Campanha localizado na cidade de Águas Lindas de Goiás.
Após o recebimento da obra, o Ministério da Saúde deve transferir a gestão do local para o Estado. Para tal, já está sendo providenciado o Acordo de Cooperação Técnica a ser celebrado entre o Órgão do Governo Federal e o Governo do Estado de Goiás, dispondo sobre as responsabilidades das partes.
O documento informa ainda que, dessa forma, desde já, a SES-GO está autorizada a adotar as providências para o funcionamento pleno do hospital, de forma a assumir integralmente a responsabilidade de operação e gestão hospitalar, como por exemplo, iniciar as tratativas para estruturação da gestão com equipamentos, insumos, recursos humanos, medicamentos e demais meios necessários.
Com a autorização, a SES-GO já tramita internamente o processo para definir o Contrato de Gestão para administração da unidade. Na última quinta-feira, 7 de maio, a Assembleia Legislativa de Goiás aprovou o projeto de lei que autoriza a abertura de créditos extraordinários de R$ 351 milhões para os hospitais de campanha.
O governador Ronaldo Caiado sancionou a medida no mesmo dia. O Hospital de Campanha de Águas Lindas de Goiás será um dos locais contemplados com o recurso.

Por Marcos Alexandre




253 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon
leão icone.png

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.