É encontrado morto em hotel na Colômbia suplente de Kajuru no Senado

Morreu nesta quarta-feira (26) na Colômbia o empresário e suplente de senador Benjamin Beze Júnior. Senador lamenta a morte do seu primeiro suplente e amigo.

Conhecido como Bezinho, ele era primeiro suplente do senador Jorge Kajuru. Estava hospedado em um hotel em Cartagena em férias, acompanhado por amigos, o presidente do Detran, Marcos Roberto Silva, e por Vicente Datena.


Em contato por telefone com a Sagres 730, o presidente do Detran revelou que os amigos tentaram falar com ele por telefone nesta manhã insistentemente. Como ele não respondeu pediram à direção do hotel para abrir o quarto, quando o encontraram morto. O senador disse ao programa Debates Esportivos, da Rádio Sagres, que está tomando todas as providências para o traslado do corpo para Goiás.


Continua depois da Publicidade


Natural de Anápolis, o empresário Benjamin Beze tinha 68 anos de idade e foi secretário de Indústria e Comércio no segundo governo de Iris Rezende (1990-1994). Beze era casado com Dulce e tinha uma filha de 23 anos.


Ele foi candidato a suplente pelo PRP em 2018, quando declarou patrimônio de R$ 19,1 milhões. De acordo com Kajuru, foi o empresário quem financiou sua campanha eleitoral ao Senado. O segundo suplente de Kajuru é o vereador Milton Mercês, também do PRP.


A causa da morte ainda não foi confirmada. Ele viajava com os amigos Marcos Roberto Silva, presidente do Detran, e por Vicente Datena.


“Sem palavras”, escreveu Kajuru em suas redes sociais. “Morreu meu segundo irmão e não primeiro suplente: Benjamim Beze, o Bezinho no colo de Deus, convocado pelo homem raríssimo que foi (sic).”



0 visualização
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.