Em Águas Lindas e outras 18 cidades goianas, reuniões religiosas só uma vez na semana, aos domingos.

Novo decreto também estabelece diretrizes para que sejam realizadas às celebrações e reuniões coletivas.

O Governo de Goiás publicou na manhã desta segunda-feira (20) um novo decreto sobre as medidas tomadas para evitar a disseminação do coronavírus. Atividades de cunho religiosas, como cultos e missas, foram permitidas com algumas ressalvas. abaixo). As igrejas terão de obedecer as regras. Além disso, poderão realizar, no máximo, duas celebrações por semana, sendo uma obrigatoriamente aos domingos. Nas seguintes cidades, porém, apenas uma cerimônia semanal está autorizada: Goiânia, Anápolis, Goianésia, Pires do Rio, Professor Jamil, Rialma, Ceres, Rio Verde, São Luís de Montes Belos, Itumbiara, Jataí, Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Cristalina, Formosa, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás.


Veja às regras abaixo:

Art. 15. As atividades de organizações religiosas, sem prejuízo da observância, no que couber, das normas gerais previstas no artigo 6º deste Decreto, especialmente o uso obrigatório de máscaras, deverão, preferencialmente, ser realizadas por meio de aconselhamento individual, a fim de evitar aglomerações, recomendando-se a adoção de meios virtuais nos casos de reuniões coletivas, e também observar o seguinte: I - disponibilizar local e produtos para higienização de mãos e calçados; II - respeitar o afastamento mínimo de 2 (dois) metros entre os membros; III - vedar o acesso de pessoas do grupo de risco ao estabelecimento, inclusive pessoas com idade superior a 60 (sessenta) anos; IV- impedir contato físico entre as pessoas; V - suspender a entrada de fieis sem máscara de proteção facial; VI - suspender a entrada de fiéis quando ultrapassar de 30% (trinta por cento) da capacidade máxima do estabelecimento religioso; VII - realizar a medição da temperatura, mediante termômetro infravermelho sem contato, dos fiéis na entrada do estabelecimento religioso, ficando vedado o acesso daqueles que apresentarem quadro febril; e VIII - realizar celebrações religiosas em, no máximo 2 (dois) dias por semana, sendo 1 (um) obrigatoriamente aos domingos, ressalvadas as hipóteses do parágrafo único deste artigo, observando horários alternados e intervalos entre eles de, no mínimo duas horas, de modo que não haja aglomerações interna e nas proximidades dos estabelecimentos religiosos.




Parágrafo único. Os cultos, celebrações e reuniões coletivas poderão ser realizados no máximo 1 (uma) vez por semana, aos domingos, nas seguintes localidades:

I - Goiânia; II - Anápolis; III - Goianésia; IV - Pires do Rio; V - Professor Jamil; VI - Rialma; VII - Ceres; VIII - Rio Verde; IX - São Luis dos Montes Belos; X - Itumbiara; XI - Jataí; XII - Águas Lindas de Goiás; XIII - Cidade Ocidental XIV - Cristalina; XV - Formosa; XVI - Luziânia; XVII - Novo Gama; XVIII - Santo Antônio do Descoberto; e XIX - Valparaíso de Goiás


Por Marcos Alexandre

190 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon
leão icone.png

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.