Governador Caiado fala em “fechar tudo de novo” depois de aglomeração

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse, em entrevista à TV Anhanguera na sexta-feira (24), que pensa em “fechar tudo de novo”, se referindo ao comércio e outros setores não essenciais que receberam medidas de flexibilização nos últimos dias.

Com o aumento de aglomerações no estado e episódios de tumultos registrados no estado, ele se diz preocupado com o crescimento de casos de coronavírus. Ele pediu para a população “não jogar por terra” o esforço feito para conter o avanço da pandemia no estado. “Não brinquem”, alertou. O desafio estaria em alinhar todos os municípios em uma única estratégia, uma vez que os prefeitos passaram a ter autonomia nas medidas de combate a Covid-19. Com isso, segundo o UOL, muitas cidades passaram a liberar as atividades do comércio.

“Se acontecer algo aí na sua cidade, vai fazer o que? Mandar para Goiânia? Transporte de ambulância não vai resolver o problema da sua cidade”, ressaltou Caiado, reforçando que não há leitos de UTI suficientes.

Goiás, até o sábado (25), tinha 453 casos confirmados e 23 mortes causadas pela Covid-19, somando 5,1% de letalidade, segundo o Ministério da Saúde.


Por Marcos Alexandre com informações da Tribuna de Jundiaí


358 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon
leão icone.png

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.