Mandetta não pretende aceitar convite de estados, apesar de interesse de Doria e Caiado

Democratas, partido do ministro quer que Mandetta assuma papel nacional após saída da Saúde



Ao anunciar à sua equipe que seria demitido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também revelou que não aceitará convites de governos estaduais após saída da pasta. Recentemente, os governadores Ronaldo Caiado (DEM-GO) e João Doria (PSDB-SP) demonstraram interessem no ministro para atuar contra a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) nos estados. A decisão é apoiada pelo partido do ministro, o DEM, que avalia que a ação pode dar a impressão de que ele estaria trabalhando politicamente no ministério. A direção da legenda quer que Mandetta tenha algum papel nacional após a saída. Segundo integrantes do DEM ouvidos pela coluna Painel, da Folha de S.Paulo, sua decisão de rejeitar convite de estados pós-ministério já estava tomada desde a semana passada, o que deixou o ministro à vontade para dar a entrevista ao Fantástico da residência oficial do governo de Goiás.


Por Marcos Alexandre com informações do Bahia.ba




121 visualizações
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon
leão icone.png

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.