''Não pode haver divisão no estado''! Declara Caiado em relação as eleições municipais.

Independente da quantidade de candidatos a prefeito que tivermos, temos um ponto de concórdia: recuperar a dignidade dos 7 milhões de goianos”, reforçou o governador.

“Minha postura nas eleições será de respeito a todos os partidos”, diz governador durante filiação de Lincoln Tejota ao Cidadania

Em evento de filiação do vice-governador Lincoln Tejota ao Cidadania na manhã deste sábado (29/02), o governador Ronaldo Caiado (DEM) garantiu que as eleições municipais deste ano serão marcadas pelo respeito às escolhas dos partidos e pelos esforços para estruturar a todos aqueles que tenham como sentimento maior o resgate da cidadania dos goianos.


No evento, que contou com a presença do presidente nacional da sigla, Roberto Freire, Ronaldo Caiado afirmou que ainda não haver lugar para o engessamento das ações partidárias.


“Não cabe ao um governador tutelar ou engessar as ações partidárias. Pelo contrário, cabe a mim respeitar. Tenho vários partidos coligados. E vocês vão ver uma postura de total respeito a todos os partidos da base”, afirmou o democrata em entrevista coletiva.

Continua depois da Publicidade



Segundo ele, as eleições deste ano não podem trazer divisão dentro do Estado. “Independente da quantidade de candidatos a prefeito que tivermos, temos um ponto de concórdia: recuperar a dignidade dos 7 milhões de goianos”, reforçou.


Ao ressaltar as qualidades de Lincoln Tejota para comandar a sigla em Goiás, que até então era presidida por Marcos Abrão,afirmou que ele terá condições de promover um processo de renovação política e trazer pessoas com espírito público para a política.


“Tenho uma honra enorme de ter Lincoln Tejota como vice-governador. Sei que ele terá condições de buscar a renovação política em Goiás. Esse jovem tem uma trajetória ascendente e traz ao Cidadania muita representatividade”, afirmou.

Segundo Lincoln Tejota, seu objetivo é construir um partido que faça a diferença na vida das pessoas. “Não queremos construir um partido maior. Nós temos que fazer é um partido melhor para a população, um partido que tenha aderência com a vontade da população. Precisamos entender a responsabilidade do político, a responsabilidade do dirigente partidário, na construção do momento novo que o país precisa”, afirmou.


0 visualização
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • White Twitter Icon

LEIA PRIMEIRO

© 2020 POR MARCK PUBLICIDADE.